Grupo de Teatro de Amadores de Porto de Mós
Domingo, 27 de Setembro de 2015
Há males que vêm por bem

Há males que vêm por bem

Uma vez mais o Trupêgo disse presente à solicitação da Câmara Municipal de Porto de Mòs, integrando-se nas comemorações dos 500 anos do Foral Manuelino a esta vila.

Coube ao Trupêgo a realização do 4º ato de uma peça coletiva levada a cabo por quatro grupos de teatro do nosso Concelho. A direção de todo o projeto e encenação foi do Leirena Teatro, companhia profissional de Leiria que, pela primeira vez, levou a cabo esta iniciativa de teatro de rua.

.As representações tiveram lugar ao ar livre, sendo o primeiro ato no jardim dos cisnes no rossio, os 2º e 3º atos tiveram lugar na praça da república e a  nossa apresentação teve lugar no Castelo.

Todas as representações tiveram uma afluência de público assinalável.

 

Interpretes:

Malaqueijo - Luis Costa

Diabo/ Brigida - António Alves

São Pedro - António Cunha

Anjo/Antonieta - Marisa Tomás

Antão - António Almeida

Efigénia - Fernanda Santos

Pastora - Gabriela Vieira

 

Encenação/coordenação de Inês Valinho

Ponto - Lizete P.Mamede

 

Aqui ficam algumas fotos do nosso espetáculo.

 

costa(2).jpg

IMG_0335 (4).JPG

IMG_0362.JPG

IMG_0365 (4).JPG

IMG_0370(2).JPG

10402970_857318984376160_8412477448543990911_n.jpg

11229689_857319177709474_8076681974082801878_n - C

11937448_857318877709504_7018914275023588418_n.jpg

12033058_857319047709487_5857637226572262197_n - C

12038237_857318881042837_8204614565479652304_n - C

12063612_857319184376140_4991500146244646394_n.jpg

12065932_857318981042827_6691521951337687882_n.jpg

IMG_0345 (2).JPG

 

 



publicado por trupego às 01:14
link do post | comentar | favorito (1)

Segunda-feira, 10 de Novembro de 2014
VAMOS FAZER MARIONETAS

foto-cartaz

 

13 e 14 de Dezembro

 

 

OFICINA DE MARIONETAS E FANTOCHES

 

 

Local: Forum Cultural de Porto de Mós

 

Inscrições :

 

Tel:. 960098025

Mail:. trupego@sapo.pt

 

Esperamos por si



publicado por trupego às 01:33
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 6 de Junho de 2014
...

 

  Teatremos

 

     Como não podia deixar de ser, uma vez mais estivemos presentes neste nosso invento que por sí só é um marco na história teatral da nossa terra. Este ano estivemos um pouco mais inseridos na sua organização, ainda que um pouco ténue participação. Foi talvez um ensaio para a organização plena no próximo ano. Vamos ver.

     Bem, como é bom de ver, não poderíamos deixar de uma vez mais levar à cena uma peça, e desta vez quisemos levar uma peça portuguesa. O velho da horta de Gil Vicente. Pela primeira vez o nosso grupo aventurou-se num trabalho que, a nosso ver, envolvia bastante responsabilidade. Só o fizemos porque contámos desde o principio com a colaboração e orientação de um profissional, que nos orientou desde a leitura do texto, caracterização das personagens, direção de atores e encenação. Estamos a falar de Frédéric da Cruz. Foi ele que ao longo de três meses trabalhou com todo o grupo e que tornou possível este trabalho que, segundo a critica que nos chegou, foi muito positivo.

 

 

Aqui ficam algumas das fotos da estreia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por trupego às 02:53
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014
O 25 de Abril e Nós

As comemorações do 25 de Abril em Porto de Mós, tiveram também a participação do Trupêgo.

 

Na verdade, não quisemos estar de fora das comemorações dos 40 anos da chamada revolução dos cravos. Como não podia deixar de ser apresentámos um trabalho que refletisse a liberdade de pensamento e de agir.

Nada melhor para isso que um texto inspirado na obra de Richard Bach – Fernão Capelo Gaivota - . Como vem sendo nosso timbre quisemos, a par de adaptação do texto, fazer mais uma experiência na busca incessante de inovar no nosso meio de ação e para isso experimentámos fazer um trabalho totalmente com luz negra( ultravioleta).

Para nós resultou e o público manifestou-se surpreendido e agradado. Alguns aspetos a melhorar, especialmente pormenores como ocultar algumas partes do corpo que pensávamos não serem visíveis etc. De todo o modo, o balanço foi positivo e este trabalho é para continuar, embora com adaptações que permitam uma digressão pelo concelho, designadamente junto das população infanto-juvenis.

 

 

 



publicado por trupego às 02:42
link do post | comentar | favorito

Domingo, 9 de Junho de 2013
DEUS LHE PAGUE

No âmbito do VIII festival de Teatro – TEATREMOS – apresentámos a peça

Deus lhe pague

 de Joracy Camargo

 Foram os seguintes intérpretes das personagens de um texto que se mostrou de uma atualidade impressionante. Esta peça escrita no passado século, foi levada á cena em 1933 por Procópio Ferreira.

Mendigo / Juca – António Alves

Outro Mendigo – Luis Costa

Patrão – António Almeida

Maria – Gabriela Vieira

Mulher – Fernanda Santos

Péricles – Artur Ramos

Nancy – Analisa

Ponto Lizete Mamede

Luz e Som – Ricardo Calado

Figurinos – Teresa Amaral

Cenografia – Isabel Amaral

Encenação – António Almeida

 

Algumas das fotos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por trupego às 00:33
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 14 de Junho de 2012
ANTES DE COMEÇAR

     Ainda no ambito do VII Festival de Teatro TEATREMOS, o trupêgo apresentou mais uma peça;

ANTES DE COMEÇAR , pequena grande peça cujo autor Almada Negreiros dispensa quaisquer comentários.

     Serviu esta peça para nos aventurar-mos num outro tipo de espectáculo, sempre na busca de novos desafios. Aproveitámos a entrada de duas jovens para o grupo e estou certo que ganhamos a aposta, pois que não só resultou bem a representação, como sentimos que ganhámos dois elementos muito válidos e interessados para dar maior vida ao nosso grupo. - a Beatriz e a Ana Lisa - . Iniciamos, também uma nova abertura, convidando elementos que, não sendo da nossa área ( teatro) viessem enriquecer o nosso trabalho; Foi o caso da participação da bailarina Adriana Amado, que muito contribuiu para o exito do nosso trabalho. Por fim, e não sendo novidade, o nosso cantor de serviço terminou com uma canção que com a sua voz, fez estremecer a sala. Foi bom.

 

Os atores foram:

 

Boneco - Beatriz Fonseca

Boneca - Ana Lisa

Participação especial da bailarina - Adriana Amado

 

Cantor- António Alves

 

Encenação - António Almeida

Luz e som - Ricardo Calado

Ponto - Lizete Mamede

 

 

 

Aqui ficam algumas fotos da estreia do dia 10 de Junho, no Cine Teatro de Porto de Mós

 

 

 

 

 

A Bailarina

 

 

 

Boneco e boneca

 

 

 

 

A Boneca

 

 

 

O Boneco



publicado por trupego às 23:39
link do post | comentar | favorito

O MOCHO SÁBIO

 

 

Com o VII festival de Teatro TEATREMOS, o nosso grupo voltou a colocar em cena mais um trabalho que não sendo exclusivo para crianças é agradável de ver por adultos. Trata-se da dramatização de três fábulas de La Fontaine. Dramatização e encenação de António Almeida, que também concebeu e realizou os " bonecos". Teve como interpretes os seguintes elementos do grupo:

 

 

Mocho Sábio - Luis Costa

Formiga - Gabriela Vieira

Cigarra - Francisco Rosa

Melro flautista - Teresa Amaral

Lobo - Artur Ramos

Cordeiro- Fernanda Santos

Águia - Fátima Moniz

Coruja - Rosa Carreira

Sapa - José Lucas

 

As canções tiveram como autor musical António Alves

Os cenários e figurinos foram de Isabel Amaral e Manuel Franco

Luz e som de Ricardo Calado.

 

 

Como disse um dia La Fontaine : " Estas fábulas não são apenas morais, proporcionam ainda outros conhecimentos. Exprimem as propriedades dos animais e seus diversos carácteres e, por conseguinte, também os nossos, uma vez que somos um apanhado do que há de bom e de mau nas criaturas irracionais. . .  é o papel das fábulas: delas provêm as primeiras noções destas coisas"

 

 

 

Aqui ficam algumas fotos do nosso espetáculo do dia 8 de Junho de 2012 no Cine Teatro de Porto de Mós.   

 

 

 A formiga a cigarra e o mocho sábio

  

 


 

 

 

 

A firmiga e o mocho sábio

 

 


 

   

 

 O melro fautista o lobo e o cordeiro

 

 


 

 

 O mocho sábio e o cantor (autor das músicas)

 

  


  

 

 

O mocho, a águia, a coruja e a dª sapa 

 

 


 

 

A coruja falando com a Dª Sapa

 

 


 

 

 

O Cantor

 

 



 

 

O GRUPO

 



publicado por trupego às 22:57
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 7 de Julho de 2010
As Promessas do Condestável

Desta vez quisemos fazer uma nova experiência. Escolhemos uma lenda do Condestável e fizemos a sua dramatização. Tendo por base o texto ora elaborado, encenámos e com ele fomos ao CIBA – Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota – em São Jorge, à Corredoura e ao Alqueidão da Serra, tudo isto no âmbito do Teatro-andarilho.

A receptividade foi bastante boa e dos vários conselhos que nos deram aceitámos alguns, de entre eles, que o texto fosse um pouco mais longo de modo a permitir mais tempo de espectáculo.

Porque o texto abordava a lenda de uma jura que o Condestável D.Nuno tinha feita durante a campanha dos preparativos da batalha de Valverde, pensámos que poderíamos abordar a batalha que antecedeu aquela. Assim, criámos mais uns textos respeitantes à Batalha Real de Aljubarrota. Ficou um texto bastante didáctico e a sua encenação bastante atractiva. O resultado não poderia ter sido melhor, tendo em conta o tempo de que dispomos desde o fim do Teatro-Andarilho e o início do Teatremos. Foi neste invento que fizemos a sua estreia. Agradou aos presentes, e foi isso mesmo ficámos contentes com o resultado. Para ilustrar o que vimos dizendo, aqui ficam algumas fotos dos espectáculos.

 


 

 

 

 

 

A Batalha é delineada por D.Nuno, João de Montferrat, Antão Vasques e D.João I

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por trupego às 02:29
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 4 de Janeiro de 2010
A revolta dos micróbios - Versão fantoche -

 

Voltamos á "estrada"

 

 

 

Pois é! O nosso Grupo de Teatro vai paulatinamente cumprindo o seu dever de instruir e entreter. Desta vez resolvemos enveredar pelos fantoches, para nos colocarmos á disposição das escolas da pré e do 1º ciclo . A Câmara Municipal aceitou o repto e criou condições para que se fizessem espectáculos nas escolas primárias de todo o concelho. Efectivamente levámos aos cerca de 1600 alunos a peça “ A revolta dos Micróbios” .
Trata-se de uma peça com preocupações didácticas. Focalizada na problemática da higiene bucal apresentada de uma forma simples e divertida. Divertido foi para nós durante uma semana fazer 26 espectáculos, em que no final de cada um deles se podia ver alegria estampada nos rostos daquelas crianças. Também foi cansativo, para muitos de nós, mas o balanço foi positivo.
Queremos deixar aqui uma palavra de apreço á CINCUP- Rádio D.Fuas, que nos disponibilizou os meios técnicos para levarmos a bom porto esta nossa viagem pelo mundo da fantasia.
Obrigado também á Câmara Municipal que acolheu este nosso propósito. Por fim o nosso agradecimento ás professoras e auxiliares de acção educativa que nos acolheram de uma forma exemplar.

 

Aqui ficam algumes fotos que colhemos, ilustrando a boa receptividade por parte das cianças.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por trupego às 23:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 4 de Julho de 2009
Em busca da nossa identidade

 

 

 
 
Não será novidade para as pessoas que têm acompanhado a actividade do nosso grupo que pela diversidade dos nossos trabalhos andamos em busca da nossa identidade como “grupo”.
Desta vez resolvemos “montar “um texto infantil e didáctico com vista à sua divulgação junto das crianças.
A Revolta dos micróbios pretende ser, como o seu autor diz; “ um texto com preocupações pedagógicas evidentes: demonstrar às crianças que a higiene bucal é uma atitude quotidiana indispensável que deve estar presente nos hábitos de todos os jovens portugueses.”
Integrado no IV Festival de Teatro “ TEATREMOS ”, levámos à cena no Cine Teatro de Porto de Mós, esta peça que é da autoria de CARLOS CORREIA.
O elenco foi o seguinte:
Personagens
Dentista:António Alves
João : Pedro Ribeiro
Cariolina: Eva Póvoa
Tartarinho: Luis Costa
Vermiforme: Isabel Amaral
Gengivite: Orlando Stock
Zé das Anginas: Artur Sousa
                *
Encenação : António Almeida
Cenografia: António Almeida e Luis Costa
Figurinos: Isabel Amaral
Ponto: Teresa Amaral
 
 
Algumas Fotos

 

 



publicado por trupego às 16:40
link do post | comentar | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30
31


posts recentes

DA INDIA A MARIA PARDA

AMÂNDIO

OLHAR PARA O SOL

ATRIBULAÇÕES DE PIGMALIÃO

VEM FAZER PARTE DO GRUPO

A FUGA

O Trupêgo no TEATREMOS

...

HÁ MALES QUE VÊM POR BEM

VEM FAZER PARTE DO GRUPO

arquivos

Março 2018

Outubro 2017

Maio 2017

Abril 2017

Setembro 2016

Junho 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Setembro 2015

Novembro 2014

Junho 2014

Abril 2014

Junho 2013

Junho 2012

Julho 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

favoritos

Há males que vêm por bem

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds